Notícias

Sistema de biometria facial começa a bloquear cartões suspeitos de fraude

Ao completar o processo dedivulgação do novo sistema de Reconhecimento Biométrico Facial, o Cinturb estáautorizado pela Secretaria de Transporte e Trânsito (SETTRA) a iniciar obloqueio de cartões nesta terça-feira, 6 de fevereiro. Os ônibus e micro-ônibusdo transporte coletivo urbano de Juiz de Fora já funcionam com nova tecnologia debiometria facial há vários meses e já foram feitos todos os tipos de testes. Atecnologia, integrada ao sistema de Bilhetagem Eletrônica, faz o reconhecimentodos usuários dos cartões gratuidade, do cartão PCD e do de Bilhete Único,buscando evitar que usuários que precisam do beneficio e os que pagam passagemsejam prejudicados pelo uso irregular dos cartões. Este controle de segurança foiregulado pelo Decreto Executivo nº 13.171/2018.

No dia 30 de janeiro, a Settrareuniu pessoas das entidades representantes de usuários com direito agratuidade para esclarecer sobre o funcionamento do sistema. Com a presença dosecretário Rodrigo Tortoriello e de representante do Cinturb, foramesclarecidas dúvidas e ouvidas sugestões. Os Consórcios também já repassaramaos seus funcionários as mudanças da operação e distribuiu cartazes e folhetosexplicativos em toda a frota do transporte urbano.

Como funciona a Biometria Facial

A câmera instalada logo acima do validador já captura asimagens, que são analisadas posteriormente por sistema informatizado ecomparadas aos dados já disponíveis no sistema de Bilhetagem Eletrônica. Osistema dispõe de uma central para receber todas as imagens, cujas suspeitas defraude passam filtro de inteligência artificial e são, posteriormente, verificadaspor técnicos, antes do processamento do bloqueio.

 Em caso deconstatação de irregularidade, o cartão do usuário será bloqueado por 30 dias.O proprietário deverá, então, procurar o Cinturb, para ser informado sobre omotivo do bloqueio. O responsável deverá ainda assinar um termo de ciência eterá cinco dias para recorrer do bloqueio. O recurso será analisado porcomissão multidisciplinar, composta por membros de secretarias e representantesdas entidades que atendem aos portadores de gratuidade. O resultado do recursoserá publicado no Diário Oficial. Os usuários que tiverem o cartão bloqueado enão comparecerem ao Cinturb em até 72 horas terão os nomes publicados no DiárioOficial do Município e poderão recorrer do bloqueio em até cinco dias.

Há poucos procedimentos especiais para o uso do sistema.Acompanhe:

Cartão PCD: mesmosem passar na roleta, o titular deve aproximar o cartão do validador para acaptura da imagem.

Cartão Deficiente comAcompanhante: o titular deverá passar primeiro para não ter o seu beneficiobloqueado.

Criança menor comdireito à gratuidade: levada ao colo. A câmera identificará o titular,mesmo no colo.

Mensagem: Cartãobloqueado > Usuário terá que comparecer ao Cinturb. Quando o validador nãolibera a roleta em função da mensagem, o usuário tem a opção de pagar passagemou entregar seu cartão ao cobrador e seguir viagem. Posteriormente, o usuáriodeve se deslocar à sede do Cinturb (Espírito Santo, 296) para conferir o motivodo bloqueio.

Busca por linhas

Selecione uma das opções e digite o número, nome ou itinerário da linha.


Rua Espírito Santo, 296 | 36020-000 | Juiz de Fora | MG | Fone: (32) 3228 9700 - Fax: (32) 3228 9707

Handcom Agência Digital